19 de jul de 2009

O segredo de Paulo – Filipenses 4:12-13


Todo ser humano anseia viver bem, tranquilo e em paz. Para tanto, é preciso uma experiência que venha construir tal condição. Foi esta experiência que o apóstolo Paulo conseguiu ao longo de sua vida cristã, tal como é relatada no texto citado.
Notamos ser comum às pessoas dependerem de coisas materiais para dizerem que possuem felicidade, pois afirmam: “se eu tiver um carro serei feliz”; “se eu tiver uma grande casa terei felicidade”; “se eu possuir muito dinheiro serei feliz”. A alegria do homem não deve estar condicionada ao que possui, pois é assim que a Escritura afirma e dessa forma Paulo vivia – pela Palavra.
Nesse mesmo capítulo, o apóstolo aborda a precisão do crente estar sempre alegre, e o faz com bastante ênfase (v. 4). O cristão de verdade deve procurar motivo para ser alegre em todo o tempo, pois a alegria, por ser fruto do Espírito Santo, deve ser parte integrante de sua vida e estimulá-lo a prosseguir, mesmo quando tudo parece contrário; quando estiver só, a alegria promoverá força para avançar e progredir.
Paulo sempre mantinha como objetivo em sua vida preservar a alegria em seu coração. Devemos seguir esse exemplo e não deixar que, em determinados momentos, a turbulência venha nos cegar e nos afastar do nosso alvo. A alegria fará com que afirmemos como está escrito: “prossigo para o alvo” (Fl 3:13). O apóstolo sofreu mais perseguições do que qualquer outro em seu tempo, mas nada o demoveu do seu objetivo, no entanto afirmava: “levo no meu corpo as marcas de Cristo” (Gl 6:17).
Na Carta aos Hebreus, no capítulo 12 e versículo 2, o autor descreve acerca de Cristo, que em meio a tanto sofrimento, em relação ao seu martírio na cruz, não hesitou, porém, devido a alegria que lhe estava proposta, executou sua tarefa e conquistou o direito de sentar-se à destra do Pai.
A ansiedade leva o ser humano a viver uma espécie de inquietação, o que produzirá uma correria e muita atividade, como se tal procedimento pudesse levá-lo a alcançar a alegria pela quantidade de atividade executada, porém o apóstolo Paulo informa que todos nossos anseios deveriam ser conhecidos em oração diante de Deus. A vida de oração levará o homem a depositar, com fé, nas mãos do Senhor toda a sua vida.
Apesar de passarmos por alguns “dias maus” (Ef 6:13), e precisarmos combater alguns poderios espirituais, Paulo afirma que é preciso cada dia ficarmos mais fortes com o poder de Cristo. A Escritura, em Romanos 12:12, revela que devemos nos alegrar na esperança, e isto nos dá entender que a alegria é o estímulo necessário para o cristão enfrentar toda e qualquer situação (Fl 4:13).

Nenhum comentário:

Postar um comentário