13 de out de 2009

DE BOI EU ENTENDO!

Sempre aprendemos algo de valor com quem está a nossa volta, por mais que julguemos rodeados por pessoas em grau inferior de conhecimento. Acerca desse assunto o apóstolo Paulo sugeriu que julgássemos os outros superiores a nós mesmos. Contudo, o que se vê é muita gente que não entende, mas pensa que entende e faz um julgamento muita acima de si mesmo, numa pretensa de superioridade infeliz.
Um conselho foi dado ao jovem pastor Timóteo por seu pai na fé que buscasse o Senhor para se obter entendimento em tudo. Em nosso relacionamento com Jesus precisamos nos aprimorar em algum dom ou função no corpo de Cristo. Somos chamados para o exercício de nossa fé, o qual deve ser pautado na nossa experiência com o Espírito Santo que nos auxilia e nos guia em toda a verdade.
Ao ler a série de livros de batalha espiritual do autor Peter Wagner, encontrei um relato de um episódio engraçado que marcou meu viver. Narra-se a história de um pastor que fora enviado para pastorear uma igrejinha numa cidade rural. O pastor, em certo culto, recebeu a visita de um dos maiores pecuarista da região. Permaneceu no último banco da igreja o culto todo, e foi embora sem conversar com o pastor. Assim agiu por alguns dias.
Certa vez chegou para o pastor e disse que queria aceitar Jesus como Senhor e Salvador de sua vida, o que foi de intrigar o pastor que perguntou ao pecuarista o que acontecera para se tomar tão grande decisão. Em resposta ouviu: Jesus ressuscitou meu touro reprodutor! Admirado, o pastor questionou como teria sido tal milagre. O pecuarista disse que em certo culto, durante a pregação o pastor falara de um óleo sagrado que entregaria a todos da igreja, ao que ele foi ao culto e levou para casa o frasco de azeite.
Num determinado dia seu capataz chegara assustado em seu gabinete dizendo que não sabia o que havia acontecido, mas o touro reprodutor da fazenda estava morto. Sem se apavorar o dono da fazenda apanhou o frasco de azeite e foi ao local onde se encontrava o animal morto. Ao lembrar-se do sermão do pastor acerca do poder da fé, colocou azeite em suas mãos pôs as mãos sobre o animal fez uma oração e logo seu animal estava de pé. O Senhor o tinha ressuscitado!
Ao ouvir tal história o pastor disse que era bem possível que o animal não tivesse morto, mas sim desmaiado, ao que logo interviu o pecuarista dizendo: “Pastor, o senhor entende de alma, o senhor prega e curas acontecem! De boi eu entendo! Ele estava morto e Jesus o ressuscitou!”
O pecuarista com essa fala persuadiu o pastor que aceitou a posição deste.
A igreja logo começou a ser visitada por todos os amigos do pecuarista daquela região. O testemunho daquele fazendeiro foi a voz de comando para um grande avivamento naquela cidade. Agora uma coisa é verdade, se cada um de nós fizesse o que de fato entendemos, a igreja de Cristo alcançaria uma nova realidade espiritual! Há poucos que se aplicam em sua desenvoltura de aprendizado e discipulado.

Um comentário:

  1. Shalom!

    Uma alegria conhecer seu blog. O Eterno
    Resplandeça o rosto DELE sobre ti.

    Medite no Salmo 86.11

    Nele, Pr. Marcelo de Oliveira

    P.s Visite:

    http://davarelohim.blogspot.com/

    e veja o texto:

    Os sinais de um genuíno avivamento

    ResponderExcluir