11 de ago de 2009

Amigo de verdade

O apóstolo Paulo, em sua determinante constância no evangelho, conseguiu um ótimo relacionamento com os cristãos de Filipos. Isso é relatado em sua carta aos seus discípulos, quando ao se pronunciar, pois não se auto-intitula "Apóstolo", mas sim de "servo de Cristo". Vindo essas palavras de Paulo, pode-se notar a caracterização da ênfase que lhe é dada, pois em outras cartas, com muito empenho assegura-se do seu apostolado.
Ao se apresentar como servo se iguala a todos os outros cristãos da cidade e, claro, dispõe que todos estavam e podiam viver no mesmo patamar de serviço cristão. Isso nos remete a entender o quanto se dava bem com os discípulos dessa igreja.
Paulo dedicou-se tanto ao trabalho do evangelho que julgou sua morte como lucro, pois seria uma oferta de cheiro suave. Sua abnegação pelos valores cristãos e prazer no reino de Deus eram notórios. Trabalhava com muito propósito em edificar a Igreja do Senhor Jesus e o seu lema era: "Cristo será, tanto agora como sempre, engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte" (Fp 2.20).
A vida nos oferece recompensas por nossas atitudes, sejam elas boas ou más. Portanto, esteja atento como as pessoas respondem àquilo que você as faz. As respostas tendem a ser surpreendentes. Todavia, somos nós que as produzimos, pois a medida que medirmos seremos medidos.
Somos responsáveis em cuidar de nossos relacionamentos. Mantê-los saudáveis é nosso dever. À medida que vamos contribuindo para o bem à vida de nossos companheiros, damos oportunidade deles nos retribuir. Foi isso que o apóstolo Paulo fez, ao se entregar de todo o coração num relacionamento promissor e alcançou o feedback de seus discípulos. Ele colheu os frutos da sua semeadura.
Dentro de qualquer relacionamento devemos ter o cuidado de não usurpar, manipular e controlar as pessoas. Muito se ouve falar de pessoas que são manipuladas por outras e são marcadas pelo abuso de amizades falsas de quem só pense em si mesmo e queira tirar proveito da situação.
Paulo, como um doador, alcançou um alto nível no padrão de relacionamento com seus seguidores, pois sabia o quão importante era seu procedimento dentro de seu relacionamento com a igreja.
Cada um de nós ao nos doarmos em nossos relacionamentos estamos nos dispondo a uma condição de segurança, pois tudo o que fazemos a alguém nos é devolvido em uma medida ainda maior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário